InícioBrasilAna Paula diz que Barroso divulgou fake news e questiona se ministro...

Ana Paula diz que Barroso divulgou fake news e questiona se ministro vai ser incluído em inquérito

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou nesta quarta-feira, 4, o pedido do Tribunal Superior Eleitoral para que o presidente Jair Bolsonaro seja investigado por falas sobre urnas eletrônicas no inquérito das fake news. O pedido foi aprovado por unanimidade em sessão de volta de semestre do tribunal na última segunda-feira, 2. Um trecho da decisão diz que o pronunciamento feito pelo presidente em live semanal no último dia 29 de julho “se revelou como mais uma das ocasiões em que o mandatário se posicionou de forma, em tese, criminosa e atentatória às Instituições, em especial o Supremo Tribunal Federal, imputando aos seus ministros a intenção de fraudar as eleições para favorecer eventual candidato – e o Tribunal Superior Eleitoral –, no contexto da realização das eleições previstas para o ano de 2022, sustentando, sem quaisquer indícios, que o voto eletrônico é fraudado e não auditável”.

Ana Paula Henkel, comentarista do programa ‘Os Pingos Nos Is‘, da Jovem Pan, afirma que o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, divulgou fake news sobre o voto auditável. Ela também citou a deputada federal Tabata Amaral, que recentemente divulgou um vídeo sobre o tema. “A deputada Tabata Amaral, o ministro Barroso e o próprio TSE vão ser incluídos no inquérito das fake news? Porque eles estão espalhando isso”, questionou. “Barroso, Alexandre de Moraes e todos os outros: aposentem a toga, os vinhos caros, as lagostas, os carros blindados e concorram a um cargo eletivo para o Congresso, aí, sim, vocês podem mudar as leis”, completou. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta quarta-feira, 4, na íntegra: 

Ultimas Notícias

spot_img