Início Brasil Apenas 1% dos municípios ainda vacina pessoas com mais de 25 anos...

Apenas 1% dos municípios ainda vacina pessoas com mais de 25 anos com a 1ª dose

Pesquisa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra que apenas 1% das cidades ainda estão vacinando nesta semana adultos com mais de 25 anos com a primeira dose do imunizante contra covid-19. O levantamento aponta que 37% dos municípios imunizam pessoas entre 18 e 24 anos e 63% já estão vacinando adolescentes entre 12 e 17 anos sem comorbidades. A pesquisa também mostrou que 75% dos municípios mantiveram a vacinação de adolescentes mesmo após a nota técnica do Ministério da Saúde orientando a retirada desse grupo da campanha de imunização.

A supervisora do departamento de saúde da CNM, Carla Albert, disse que a recomendação do ministério da saúde de paralisar a vacinação de adolescentes teve uma repercussão negativa junto aos municípios. “O entendimento da interrupção da vacinação de adolescentes que foi feita pelo Ministério da Saúde na semana passada não desarticulou o que os municípios já vinham fazendo, seguindo, por sinal, a nota técnica 36 de 2021 do próprio Ministério da Saúde, e, por tanto, a maioria dos municípios não interrompeu a vacinação de adolescentes sem comorbidades”, afirma Carla.

A pesquisa da CNM aponta que 60% das cidades já começaram a aplicação da terceira dose em idosos nesta semana. No último levantamento da semana anterior, apenas 31% dos municípios tinham começado a imunização de reforço. A falta de imunizantes ainda é um problema para cada um dos cinco municípios pesquisados. 45% apontaram falta de vacina para a primeira dose e 70% disseram que ainda não completaram o esquema vacinal da população. A supervisora apontou que as questões logísticas da região norte e a dificuldade de digitalizar os prontuários são fatores que causam. “Não chega a ser um dado preocupante, porque a vacinação anda. Só que, normalmente, era de se esperar uma velocidade diferente”, comenta Carla.

Os casos de internação também apresentaram um cenário otimista. 59% dos municípios não tiveram novas internações, 16% apresentaram estabilidade, 15% queda e só em 7% as internações aumentaram. Carla Albert ressaltou a importância da vacinação e das medidas preventivas como fatores fundamentais para a melhora do cenário da pandemia no brasil. “Os números mostram que há uma melhora evidente da situação caótica que enfrentamos no começo do ano, mas ainda não há um controle”, diz. A pesquisa apresentou que nesta semana 25% dos municípios não registraram novos casos, 30% estão estáveis, 24% tiveram queda e 17% aumentaram.

 

*Com informações do repórter João Vitor Mendes.

Ultimas Notícias