Início Brasil Argentina supera marca de 3 milhões de casos da Covid-19

Argentina supera marca de 3 milhões de casos da Covid-19

A Argentina registrou neste domingo, 2, 11.394 novos casos de Covid-19 e 156 mortes por complicações da doença nas últimas 24 horas, elevando o total para 3.005.259 de contágios e 64.252 óbitos desde o início da pandemia. O país vive um aumento no número de novos casos, após ter contabilizado um recorde diário de positivos em 16 de abril, quando foram confirmados 29.472 contágios. Na província de Buenos Aires, foram reportados 5.102 casos neste domingo, enquanto que a capital confirmou 1.700 novas infecções. De acordo com o relatório diário divulgado pelo Ministério da Saúde, 2.676.197 pessoas já receberam alta médica da doença, mas outras 5.371 com diagnóstico positivo continuam internadas em unidades de terapia intensiva (UTI), uma a mais que na véspera.

A taxa de ocupação de leitos de UTI por todos os tipos de patologias é de 68,1% em nível nacional, mas de 76,2% se for considerado apenas Buenos Aires e sua populosa periferia. Até o momento, a Argentina já realizou 11,24 milhões de testes de coronavírus, 35.607 deles neste domingo. O aumento vertiginoso de casos de covid-19 na Argentina no último mês derivou um crescente nível de ocupação de leitos de UTI. Neste cenário, desde 9 de abril estão em vigor restrições à circulação noturna nas zonas de alto risco epidemiológico e sanitário, além de outras medidas.

Plano de vacinação na Argentina

De acordo com os últimos dados oficiais do governo argentino, até o momento foram administradas 8.017.536 de doses de vacinas contra a Covid-19 na Argentina. Ao todo, 7.041.249 pessoas receberam a primeira dose da vacina no país, enquanto que 976.287 já foram vacinadas com a segunda. O governo trabalha com dois imunizantes: o da AstraZeneca/Oxford e o Sputnik V, da Rússia.

*Com informações da EFE

Ultimas Notícias