Início Brasil Botafogo inaugura estátua de Túlio Maravilha no Nilton Santos

Botafogo inaugura estátua de Túlio Maravilha no Nilton Santos

O Botafogo inaugurou nesta sexta-feira, 11, a estátua de Túlio Maravilha no setor leste do Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Através das redes sociais, o Glorioso exibiu momentos do evento comemorativo, que contou com a participação de dirigentes e dos atacantes do atual elenco – Rafael Navarro, Rafael Moura e Matheus Nascimento, além, claro, do camisa 7 campeão brasileiro de 1995 e um dos maiores ídolos da história do clube. A obra, feita pelo artista plástico Edgar Duvivier, foi encomendada pelo ex-presidente Carlos Augusto Montenegro.

Emocionado, Túlio agradeceu o carinho e aproveitou o momento para falar sobre a pandemia do novo coronavírus. “Primeiro quero agradecer a Deus por estarmos vivos, em meio a esse caos, a essa pandemia. Quero agradecer ao presidente Durcesio para que esse projeto da estátua tenha sido realizado. Agradecer também ao nosso eterno presidente Montenegro, que hoje não pode estar presente. Se não fosse ele não haveria a viabilização dessa estátua, temos uma relação de carinho. Agradecer também ao nosso amigo particular Marcelo Guimarães, idealizador desse projeto, que conseguiu junto ao Conselho a votação para que esse projeto fosse realizado. Quero agradecer também a comissão de 1995, ao Antônio Rodrigues e ao Edson Santana, sem contar os jogadores todos. Nada disso teria acontecido hoje se não fosse com a ajuda dos meus companheiros. E também agradecer à torcida, pois quem faz um ídolo é a torcida, que sempre me apoiou. Sou muito grato aos torcedores que me fizeram um ídolo e fizeram resgatar essa paixão que tenho pelo Botafogo”, declarou o ex-jogador, que também ganhou o Torneio Rio-São Paulo de 1998 com a camisa do Glorioso.

Atual presidente do clube carioca, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro, Durcesio Mello também exaltou a obra e a importância do ex-atacante para a história do Botafogo. “É um momento histórico para o Botafogo. Túlio é um ídolo das gerações mais novas. Eu estava no Pacaembu naquele jogo (1995). Falei com ele que arrumaríamos algum jeito de homenageá-lo e estou muito feliz e honrado de estar dando início a esse novo pantaleão de ídolos”, comemorou.

Ultimas Notícias