Início Brasil Cidades reforçam vigilância sanitária no feriado de Corpus Christi

Cidades reforçam vigilância sanitária no feriado de Corpus Christi

O feriado prolongado será de reforço nas ações de vigilância sanitária país afora. Em São Paulo, cidades do litoral terão barreiras para controlar o fluxo de turistas e reforço na fiscalização das praias. O governador João Doria pede que as pessoas não se aglomerem. “Não é um final de semana prolongado, mas muitas pessoas estão programando suas viagens — especialmente os adolescentes, os jovens. Se protejam, usem máscaras, lavem suas mãos constantemente, usem álcool em gel, façam o distanciamento.” Na capital paulista, o rodízio municipal de veículos será mantido durante todos os dias.

Segundo o prefeito Ricardo Nunes, o controle sanitário nos terminais rodoviários e aeroportos será reforçado. “Nas rodoviárias Tietê, Barra Funda e Jabaquara foram até agora feitas a inspeção de 264 ônibus, 6,5 mil pessoas que foram ali atendidas e duas pessoas sintomáticas. No aeroporto, 408 voos monitorados pela barreira sanitária.” Em Salvador, a prefeitura cancelou o ponto facultativo para evitar reuniões e aglomerações e todas as praias serão fechadas. Em Sergipe, o toque de recolher noturno foi mantido e o acesso à orla está proibido, assim como os serviços não essenciais.

Pernambuco estendeu as restrições até 13 de junho no Grande Recife, Zona da Mata e Agreste. O secretário de Saúde, André Longo, diz que as medidas foram prorrogadas por causa do aumento de casos. “Pernambuco vive um momento muito delicado em relação à pandemia da Covid-19, já que temos observado uma grande demanda por leitos. Já está superando, inclusive, a capacidade de nossas redes de saúde tanto pública quanto privada.” O médico infectologista Renato Kfouri reforça o apelo para que as pessoas redobrem os cuidados.

“Nesses feriados, nesses momentos que podemos ter algum lazer, é preciso ter cuidado redobrado. Aglomerações jamais, procurar ambientes ao ar livre, mas sem reuniões de pessoas muito grande. Ventilação, uso de máscara, distanciamento, lavagem e higiene das mãos quando não for possível álcool em gel. Todas são medidas que funcionam até que controlemos melhor a circulação do vírus, vacinemos mais a população. Vamos precisar controlar a pandemia com essas medidas.” Nesta quarta, o Brasil registrou 95.601 novos casos confirmados da Covid-19 em 24 horas, maior número desde março. Ao todo, o Brasil contabiliza 16 milhões 720.81 infectados. Mais de 467 mil pessoas morreram por complicações da doença.

*Com informações da repórter Letícia Santini 

Ultimas Notícias