InícioBrasilPF abre inquérito para investigar se quarteto argentino falsificou documentos 

PF abre inquérito para investigar se quarteto argentino falsificou documentos 

A Polícia Federal abriu inquérito para apurar se Emiliano Martínez, Buendía, Lo Celso e Cristian Romero, quatro jogadores da seleção argentina, falsificaram documentos para entrar no Brasil. A investigação tem início após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interromper o clássico do último domingo, 5, na Neo Química Arena, que seria realizado pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. Depois da paralisação, o confronto acabou sendo suspenso e ainda não tem desfecho definido. Segundo o órgão brasileiro, o quarteto infringiu as normas estabelecidas pela Portaria Interministerial nº 655, de 2021, a qual estabelece que “viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, devem cumprir quarentena de dez dias”.

A investigação ainda está em fase inicial e tem como base informações da Anvisa e da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. Os quatro atletas argentinos, no entanto, precisaram apenas assinar uma declaração para deixar o país com o restante da delegação, ainda na noite do último domingo. A Polícia Federal também disse ter notificado a seleção da Argentina a respeito da necessidade deportação, um procedimento comum em situações de descumprimento de protocolos sanitárias. No entanto, a sanção ainda não foi executada e os quatro atletas ainda devem ser ouvidos formalmente no curso do inquérito.

Ultimas Notícias

spot_img