InícioNotíciasPequenos e médios empreendedores: tendências pós-pandemia

Pequenos e médios empreendedores: tendências pós-pandemia

É cada vez mais nítido que o mercado de negócios sofreu inúmeros impactos após a pandemia mundial do COVID. Pensando nisso, o empresário Márcio Alaor de Araujo selecionou algumas das principais tendências que estão surgindo nesse cenário de pós-pandemia. É muito importante que os pequenos e médios empreendedores estejam atentos a essas mudanças a fim de adequar seus negócios nesse novo mercado. Confira mais informações:

Fim do desperdício

Existem muitas tecnologias e serviços em atuação que irão acarretar muitos impactos em vários setores da sociedade. Com essa avalanche de novas ideias surge o desperdício de tempo, de recursos, de dinheiro, de alimentos e de várias outras coisas. Com isso, surge também um grande número de possibilidades para empreendedores que se propõem a solucionar esses problemas. Pense nisso.

“Tudo de casa”

Esse é um conceito que surgiu na pandemia e tem dado certo em muitos segmentos, explica Márcio Alaor de Araujo. Em inglês, “everything from home”, essa é uma ideia que parte do pressuposto de que é possível que as pessoas façam tudo sem precisar sair de casa. Esse conceito gerou inúmeras oportunidades de negócio durante a pandemia e pode gerar ainda mais com o retorno das atividades presenciais.

Tecnologia inteligente

Com as pessoas passando mais tempo dentro de casa foi necessário aprimorar as tecnologias a fim de proporcionar ainda mais conforto e comodidade. Abriu-se muito espaço para que as máquinas começassem a se comunicar. Alguns exemplos disso são a geladeira que avisa quando alimento X acaba ou a máquina de lavar que te lembra de comprar mais amaciante. Essas ideias estão se estendendo para fora de casa também.

Games integrando os negócios

Ainda sobre os avanços tecnológicos, outra grande tendência que surgiu durante a pandemia foi a chamada gamificação, conta Márcio Alaor de Araujo. Trata-se da inclusão de games nas transações comerciais, nos processos seletivos e nas ferramentas de gestão das empresas. Um fator que ficou muito recorrente foi o anúncio de produtos nas plataformas de games tornando-o relevante ao consumidor.

Conversational commerce

A troca de informações que já era rápida, ficou ainda mais. Um setor que evoluiu bastante durante a pandemia foi o financeiro. Tecnologias como o pix, a possibilidade de realizar pagamentos em aplicativos de mensagens e a conversão de moedas em aplicativos facilitam muito as relações. Tomara que essas dicas de Márcio Alaor de Araujo possam te ajudar a adequar seu negócio a essa nova realidade. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Ultimas Notícias

spot_img